Você sonha em ter um salário alto? Acredita que ganhar muito dinheiro vai solucionar os seus problemas financeiros? Pois fique sabendo: salário alto não é sinônimo de estabilidade!

via GIPHY

Ocorre que muitas pessoas, mesmo com renda muito superior ao salário mínimo, por exemplo, não conseguem ter longevidade financeira. O motivo é que apesar de receberem muito dinheiro, não têm controle sobre ele.

Conforme aponta a especialista em organização financeira pessoal Simone Sgarbi, 67,7% das famílias brasileiras com renda familiar até 10 salários-mínimos estão endividadas. Já entre as famílias com mais de 10 salários-mínimos de renda encontramos 60% nesta situação. “Esses dados comprovam que o endividamento não está ligado apenas a renda, mas sim aos hábitos de consumo”, esclarece.

É importante ressaltar que os padrões de consumo vão mudando ao longo do tempo. São hábitos que vão sendo moldados a partir de quando somos inseridos no mercado de trabalho e começamos a receber uma remuneração.

“O que acontece é que conforme vamos progredindo na carreira e aumentando nossos rendimentos aumentamos também nossas despesas e é esse comportamento que limita nossa capacidade de construir uma vida financeira saudável. Hoje, 80% dos trabalhadores brasileiros não poupam nenhuma parte dos seu salário, independente de qual é a faixa salarial”, explica Simone Sgarbi.

Não adianta ter salário alto se depois você vai 'queimar' dinheiro | Foto: Afria Studio/Shutterstock

Não adianta ter salário alto se depois você vai 'queimar' dinheiro | Foto: Afria Studio/Shutterstock

Se salário alto não garante estabilidade financeira, como chegar lá?

Conforme esclarece a especialista, “estabilidade financeira está ligada ao controle de seus números e metas objetivas”. “Você não controla o que não conhece. Existem pessoas com renda de R$ 2 mil, totalmente conscientes de onde exatamente é consumido cada real de seu orçamento e muitas que com R$ 20 mil não conseguem identificar seus ralos financeiros”.

Portanto, Simone orienta que independente do rendimento mensal, para alcançar a estabilidade financeira é necessário ter um diagnóstico exato da sua vida financeira. É preciso, por exemplo:

  • Saber o valor líquido de suas receitas por mês
  • Identificar quais são suas despesas fixas, variáveis e sazonais
  • Criar uma reserva financeira para caso de imprevisto
  • Inserir no seu fluxo investimentos mensais para suas metas.

Nesse cenário, para quem recebe menos, o desafio da estabilidade financeira pode ser maior. “A renda de um salário-mínimo exige mais controle, pois qualquer despesa sem sentido pode prejudicar o pagamento inclusive de contas essenciais, de subsistência”. Por isso, para ter estabilidade financeira dentro deste cenário três pontos são essenciais, segundo a especialista:

Primeiro:

Atenção para não viver uma vida que não cabe no seu bolso, e para isso é preciso organizar cada categoria do seu orçamento de forma que a soma total não ultrapasse o valor líquido recebido. Nessa hora pode ser necessário fazer escolhas.

via GIPHY

Segundo:

Ter suas metas de vida bem definidas, colocando no papel exatamente o que você quer para médio e longo prazo, quanto custa cada uma destas metas, quando exatamente vai realizá-las, quais passos vai tomar para conseguir chegar e o porquê elas são importantes para você.

via GIPHY

Terceiro:

Investir em conhecimento para aumentar seu valor de mercado e conseguir um incremento nos rendimentos, mesmo que a princípio seja por meio de fontes de renda extra.

via GIPHY

Construção de patrimônio também é estratégia para a estabilidade financeira

Simone analisa que a estabilidade financeira tem dois pilares: controle de orçamento e construção de patrimônio. “Ao construir um patrimônio sólido, diversificando suas fontes de renda, você fica menos exposto às crises. Para isso é importante o hábito de investir constantemente, nunca deixando todos os ovos na mesma cesta”, destaca.

Ela dá um exemplo da importância da construção de patrimônio:

“Em caso de alta de inflação, se você tem investimentos com rendimentos vinculados a esse índice, você está protegido; em caso de alta da taxa de juros da economia, acontece e mesma coisa, se você tem investimentos que levam essa taxa como base, você não perde nesse cenário. Se você investe na bolsa de valores em empresas de setores diferentes, quando um setor tem uma queda grande, as empresas de outro setor podem manter sua carteira em alta.

Entenda porque salário alto não é sinônimo de estabilidade financeira | Foto: schankz/Shutterstock


Agora que você entendeu que não importa o quanto ganha, é preciso saber administrar suas finanças, baixea nossa planilha de planejamento financeiro. É gratuita!

Planilha de Planejamento Financeiro

Preocupado com as contas ao final do mês? Baixe a planilha GRATUITA de planejamento financeiro e fuja do vermelho!

Livro


Veja também:

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: