O que impede você de ficar rico e de alcançar o crescimento profissional? Muitas pessoas culpam fatores externos à nossa vontade, como a falta de oportunidades ao longo da vida e a competitividade do mercado. Mas, muitas vezes, o problema pode estar em nós mesmos.

Há séculos, a ideia de que pensamentos negativos trazem resultados negativos é defendida por esotéricos de todas as linhas de atuação. Aos poucos, a ciência tem conseguido comprovar o efeito nocivo desses pensamentos sobre as conquistas humanas e até mesmo sobre a nossa saúde.

Um estudo realizado na University College London (UCL) comprovou que pensamentos negativos podem influenciar no declínio cognitivo e no aumento da concentração de duas proteínas no cérebro associadas à Doença de Alzheimer.

Outro estudo, publicado na Revista Contexto Clínico, chama a atenção dos leitores para os benefícios das emoções positivas na vida das pessoas. Entre eles, destacam-se o combate ao estresse e a construção dos recursos psicológicos necessários para a tomada de decisões e ações.

Baseado nisso, reunimos um time de especialistas que pontuaram uma série de preconceitos que insistimos em acreditar e que podem estar atrapalhando você a ficar rico e a ter sucesso na sua profissão. Veja abaixo quais são esses pensamentos e como trabalhá-los para alcançar a sua longevidade financeira.

11 crenças que impedem você de ficar rico e de ter sucesso profissional

Ainda sou jovem para ocupar um grande cargo na minha empresa

Ana Melo Dias, psicóloga e coach – Quando a gente ouve isso de um cliente, normalmente, é um sentimento associado à insegurança e ao pensamento de não estar pronto o suficiente. E esse é um ponto interessante, pois estar pronto não é um fim em si, mas um processo. Ou seja, não posso esperar, parado, sem experimentar estar pronto o suficiente. Pois só estarei no processo de ficar pronto (e quem sabe esse é um processo sem fim) fazendo. É na prática que eu entendo meus limites e não no pensamento. E a partir da decisão de tentar, você se dá a chance de se perguntar: “ok, ao ocupar esse cargo, como eu posso me sentir mais seguro, o que eu preciso para me sentir mais seguro?”.

Assim, você traça estratégias adequadas às suas necessidades. Por exemplo, você pode se sentir mais seguro com parcerias de pessoas que passaram o que você vai passar; pode investir em um processo de autoconhecimento; pode buscar um mentor; pode ler mais sobre gestão; pode fazer um curso da área.

O que eu aprendi é que nossa segurança interna é um investimento constante. A cada novo desafio, busco novas estratégias de soluções. Esse é o enfrentamento da saúde, olhar para o problema e traçar planos que respeitem as próprias necessidades criando soluções.

Sou muito velho para investir ou para ficar rico

Hirbis Girolli, especialista em finanças pessoais da MAG Investimentos e colunista do portal do Instituto de Longevidade MAG – Lembre que os limites da longevidade estão se ampliando ano a ano. Em paralelo, novas possibilidade de trabalho e de geração de renda surgem. Se o emprego com carteira assinada é algo ainda limitado pelos seus altos custos, as novas oportunidades de trabalho com outros arranjos econômicos se multiplicam.

Estudos científicos atestam que pessoas com alguma atividade produtiva, ainda que eventual ou de meio período, vivem mais.

Toda essa combinação de transformações torna a ideia de que existe uma idade limite para investir um tanto ultrapassada, certo? Enquanto houver vida com propósito, com objetivos e com sonhos a realizar, existe a possiblidade de investir e até de ficar rico com esses investimentos! Mesmo que seja apenas para ajudar quem você mais ama.

Caderneta de poupança é o único investimento seguro neste país

Hirbis Girolli – O sistema financeiro brasileiro, hoje, é um dos mais modernos, transparentes e seguros do mundo. Transações instantâneas e open banking já são uma realidade.

Diante disso, não faz nenhum sentido dizer que poupança é a única forma segura de investir.

Fuja da poupança se quiser ficar rico com investimentos.

Fuja da poupança, se quiser realmente ficar rico com investimentos. Foto: anon_tae / Shutterstock

Até porque, há muitos anos, já existem investimentos de renda fixa assegurados pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito – ou pelo próprio Tesouro Nacional.

Com um detalhe: eles rendem acima da inflação, ao contrário da poupança.

Investir é algo muito complicado

Adriano Milagres, assessor de investimentos na RD Investimentos – Investir não é uma coisa tão complicada como se parece. O mais importante no momento de escolher onde colocar o seu dinheiro é entender quais são os riscos de cada produto.

É preciso muito dinheiro para investir

Adriano Milagres – Para as pessoas que estão começando a investir, sugiro entrar no site https://www.tesourodireto.com.br/como-investir/aprenda-a-investir.htm e pesquisar um pouco mais sobre o Tesouro SELIC (aplicação inicial R$ 200.00).

Meu sucesso não depende só de mim

Ana Melo Dias – Bem, a gente já começa a pensar que a definição de sucesso varia de pessoa para pessoa. Então, o que é sucesso para você? Nenhuma pessoa consegue viver isolada, e a todo momento nós estamos influenciando e sendo influenciado pelo mundo e por nossos relacionamentos.

No entanto, sucesso para a saúde mental é criação da liberdade de ser quem realmente se é. E esse é um trabalho interno que eu não posso terceirizar para ninguém. Essa é uma responsabilidade de cada ser humano. Se a gente pode partir da ideia de que o que é sucesso para mim, não é sucesso para o outro, como o outro pode se responsabilizar para o que é só meu?

Na vida teremos muitos imprevistos, mas como disse anteriormente, diante de um problema meu, o outro até pode ser convidado a participar de uma solução conjunta, mas a busca pela solução é de responsabilidade minha. Isso é assumir o volante da minha vida. Eu não controlo o que vem na estrada, eu controlo minhas reações diante do que ela me traz. Nesse sentido, posso me responsabilizar pelas escolhas que me levarão ao caminho que entendo de sucesso.

Viver de renda é algo muito difícil e distante da minha realidade

Anelise Almeida, especialista em finanças pessoais – Hoje o mercado tem muitos instrumentos financeiros que possibilitam obter renda periodicamente, como fundos imobiliários e ações. Para viver de renda, é preciso antes investir periodicamente. Através da disciplina em poupar e investir parte do dinheiro recebido mensalmente e da diligência, viver de renda torna-se viável.

É possível ficar rico vivendo somente de renda.

Para especialista, é possível viver somente de renda. Foto: insta_photos / Shutterstock.

Em momento de dificuldade financeira, pode-se utilizar o dinheiro dos fluxos de caixa dos investimentos recebidos para auxiliar na renda e, em momento de maior folga financeira, utilizar também do reinvestimento, ou seja, o investimento de todo o fluxo de caixa recebido dos investimentos já existente, aumentando assim o valor total do patrimônio.

Só é possível ter independência financeira ganhando muito

Anelise Almeida – A busca de independência financeira exige determinação. Mais importante do que ganhar muito, é preciso gasta menos do que se ganha. O cumprimento de uma meta mensal de economia e investimentos deste dinheiro é o grande diferencial.

A cada aumento de salário ou de rendimento, deve-se ter uma preocupação também do aumento do valor a ser poupado. Com o aumento de rendimento é preciso não apenas gastar mais como também economizar mais. Com essa mentalidade, indiferente da renda da pessoa, a busca por independência financeira é viável a qualquer um.

Não me permito ser liderado por um chefe mais jovem

Ana Melo Dias – Normalmente, essa questão surge diante de um sentimento de menos valia. Quando eu acredito estar mais preparado para ocupar um lugar e os outros não reconheceram. E aí a gente já pode entender que seu problema não é com a juventude ou a idade do outro, mas a frustração de não ter sido reconhecido. Diante disso, eu recorro à idade daquele que foi escolhido, como uma forma de reproduzir a menos valia, eu diminuo o outro. Faço exatamente ao outro aquilo que estou sentindo.

O problema é que isso não faz nada melhorar. Pelo contrário, todos perdem porque se perde a oportunidade do crescimento mútuo. Se eu sou bom e deveria estar nesse cargo, então posso ajudar muito quem tem menos experiência. Posso mostrar meu valor e aí sim ser reconhecido.

Tempo de casa, idade, experiência são importantes, mas não definem o valor que você tem para a empresa. No passado, até podia definir. Hoje não mais. Hoje o que define seu valor é o alinhamento do seu trabalho com o que a empresa busca alcançar e isso não tem relação com idade.

Cartão de crédito é um grande vilão

Hirbis Girolli – O maior vilão nas finanças pessoais não está fora da gente. A propaganda, os apelos do comércio, vendedores persuasivos, empréstimos e cartão de crédito são coisas que estão por aí e ninguém nos obriga a usar.

O maior vilão das finanças, na minha opinião, são as partes do nosso cérebro que ainda não aprendemos a dominar. São elas que nos fazem comprar na base da emoção, do impulso, simplesmente para gerar recompensas no nosso cérebro.

Não é o cartão de crédito que impede você de ficar rico, mas a maneira de usá-lo.

Na opinião do especialista, não é o cartão de crédito que impede você de ficar rico, mas a maneira de usá-lo. Foto: Dmitri Ma / Shutterstock

Se você não aprender a se conhecer e a dominar essas armadilhas psicológicas que estão dentro de todos nós, até o dinheiro vivo na carteira ou na conta se transforma em vilão.

Ao contrário, o cartão pode ser uma ferramenta para ajudar você a registrar e a identificar seus gastos (lembra do "gastar bem?"). Além disso, como muitos cartões não cobram mais anuidade – e ainda devolvem dinheiro na forma de pontos – podem ser também uma ferramenta interessante para ajudar a "poupar certo"!

Não vou contratar um profissional para investir por mim porque é caro e ele vai me roubar

Adriano Milagres – Para ter uma assessoria de qualidade é muito importante procurar um profissional certificado pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros. Hoje existem vários que trabalham em escritórios de investimentos independentes com total capacidade de orientar onde aplicar o seu dinheiro.


Planejamento é fundamental para garantir a longevidade financeira. Por isso, preparamos uma planilha exclusiva para você anotar todos os seus gastos e não perder o controle. Preencha o formulário a seguir e baixe a planilha gratuitamente!

Planilha de Planejamento Financeiro

Preocupado com as contas ao final do mês? Baixe a planilha GRATUITA de planejamento financeiro e fuja do vermelho!

Livro

Leia também

Longevidade Financeira: e-book gratuito e prático para organizar as finanças para 2021

Entenda por que salário alto não é sinônimo de estabilidade financeira

Reserva de emergência contra imprevistos: saiba como criar e proteger a sua

Conheça alguns investimentos a partir de 100 reais e garanta a sua longevidade financeira

Guardar dinheiro é diferente de poupar certo: veja dicas para administrar suas finanças

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: