Sair das dívidas até o fim do ano certamente é um dos grandes desejos de quem está devendo. Pouca gente consegue colocar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo quando as receitas não pagam as despesas e as contas estão no vermelho. Mas vamos ajudá-lo a dar os primeiros passos para sair dessa situação.

Os especialistas explicam que não dá para fazer milagres, mas é possível começar já a colocar as contas em ordem para entrar no próximo ano de uma outra forma. 

“Uma solução mágica é improvável que exista para que, daqui a pouco mais de 60 dias, consigam resolver pendências financeiras e quitar as dívidas. Mas com algumas “dicas” é possível refletir sobre a questão. Ainda dá tempo para fazer diferente e consequentemente ter um resultado mais satisfatório”, diz Janina Jacino, educadora financeira comportamental idealizadora da Finanças sem Fronteira.

Para sair das dívidas até o fim do ano, mulher faz planejamento

Foto: BearFotos/shutterstock

Entenda suas receitas e seus gastos

Alguns pontos são bastante importantes para quem quer começar a sair das dívidas até o fim do ano. O primeiro é entender bem as próximas receitas e despesas. Isso porque o endividamento muitas vezes acontece porque as pessoas mal sabem para onde vai o próprio dinheiro e gastam sem muito pensar.

“É normal que nossos desejos e necessidades aconteçam mais rapidamente que nossa capacidade em gerar dinheiro. Quando realizamos uma vontade, já começamos a querer outra coisa, mas não conseguimos dobrar o salário de um mês para o outro. É onde as pessoas acabam criando dívidas e pedindo empréstimos.”, explica o educador financeiro Thiago Martello, fundador da Martello EF. 

Depois de entender as contas, vale o trabalho de cortar tudo que não for essencial. Ou, ainda, de substituir os gastos maiores por gastos menores sempre que possível. E se você está endividado e quer começar a resolver a situação, é preciso prestar atenção aos gastos por impulso. Segundo Martello, cerca de 80% do que as pessoas adquirem são por impulso. Ou seja, oito a cada dez coisas podem ficar paradas no fundo do armário. Por isso, é preciso pensar antes se o produto ou serviço é realmente necessário. “Partindo do pressuposto que sim, comece a fazer uma varredura de preços, usando os buscadores que ajudam a comparar esses valores”, destaca o especialista.

Além disso, as festas de Natal e Ano Novo são um convite para os gastos. Quem quer começar a sair das dívidas até o fim do ano precisa tomar cuidado. “Observe mais o valor de seu presente e menos o preço deste. Refletindo, perceberá que é possível fazer uma grande economia”, sugere Janina.

Para começar a sair das dívidas até o fim do ano, vá atrás de renda extra

Depois de fazer a lição de casa e entender as receitas e despesas, faça uma lista das dívidas e verifique o que é possível substituir (por outras com juros menores) ou negociar. “O primeiro passo é saber quanto e para quem está devendo. Parece fácil, mas muitas vezes é comum se enrolar e não saber quem são os credores e nem o valor exato da dívida. Por isso, colocar tudo na ponta do lápis e consultar o CPF em entidades de crédito pode ser uma boa alternativa.”, diz Querli Tolfo, facilitadora em Gestão de Finanças Pessoais do time de Educação do Ailos.

Uma vez feito o acordo, procure manter os pagamentos em dia. “Ser adimplente é fundamental. Ao deixar alguma parcela em aberto, o acordo pode ser cancelado e, assim, gerar um novo contrato com juros ainda mais altos. Além disso, em muitos casos, é difícil conseguir uma segunda negociação com as mesmas taxas de desconto quanto da primeira vez.”, diz Querli. 

Muitas vezes também é necessário ir atrás de renda extra pelo menos por um período para dar conta das despesas mensais e da negociação das dívidas. Procure entender o que você pode fazer nesse caso. Vale desde oferecer aquele bolo gostoso para as amigas, até cuidar dos cachorros dos conhecidos ou oferecer consultoria. Nesta época, o mercado também costuma oferecer muitas vagas de trabalho temporárias. 


Checklist de Controle de Hábitos Financeiros

Cultivo bons hábitos para sua longevidade financeira. Baixe GRÁTIS e imprima o checklist de controle de hábitos financeiros!

Livro


Leia também:

Proteste dá 10 orientações para evitar a inadimplência e poupar 

Saiba como construir uma reserva de emergência após os 50 

Com reforma da Previdência, brasileiros passam a poupar mais 

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: