Quanto custa um filho adolescente morando na sua casa sem pagar nada? Uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing (Invent) revelou que o custo para criar um filho até os 23 anos pode chegar a R$ 2 milhões. Agora imagine ter que prorrogar essas despesas por mais 7 anos, até que o filho chegue na casa dos 30? Segundo especialistas, em alguns casos, esse valor pode dobrar.

Nos Estados Unidos, um casal entrou com uma ação na Suprema Corte do Estado de Nova York para expulsar o filho de 30 anos de sua casa. A alegação foi a de que o jovem não ajudava nem com as despesas domésticas, nem com os trabalhos dentro de casa. O caso aconteceu em 2018.

Aos 22 anos, o filho Michael perdeu seu emprego e se viu obrigado a voltar a morar com os pais. Até aí, uma situação que todos os dias vemos se repetir em todas as partes do mundo. O problema é que, passados 8 anos, a situação permanecia a mesma e, segundo os pais, não dava sinais de que mudaria.

No tribunal, o casal Christina e Mark Rotondo contou que chegou a enviar cinco avisos por escrito ao filho Michael antes de entrarem com a ação de “despejo”, comunicando que se o filho não se mudasse até a data X, medidas legais seriam tomadas. Também ofereceram uma ajuda financeira no valor de US$ 1.100 (o equivalente a R$ 5.918 nos dias de hoje) para que ele se mudasse para um apartamento, mas nada aconteceu.

“Há empregos disponíveis para aqueles com um histórico profissional ruim como o seu. Consiga um – você precisa trabalhar”, dizia um dos avisos.

Após analisar todo o processo, o juiz Donald Greenwood decretou que Michael deveria deixar a casa dos pais imediatamente. O filho disse que a ação movida por seus pais era uma retaliação e considerou “revoltante” a decisão da Justiça americana.

Como funciona no Brasil?

No Brasil, a lei prevê que parentes podem pedir pensão uns aos outros, desde que fique comprovado que eles não têm condições de prover o próprio sustento. No caso específico de filhos maiores de 18 anos, estes poderão solicitar pensão dos pais desde que comprovem que não têm condições de trabalhar e estudar ao mesmo tempo.

No entanto, vale ressaltar que nossa cultura é bastante diferente da cultura dos Estados Unidos. Um filho aqui pode morar com os pais a vida inteira sem ter uma censura da sociedade, o que não acontece nos Estados Unidos. 

Também não há em nossa legislação um amparo legal para tirar os filhos de casa. A lei brasileira não interfere nesse tipo de relação. Agora, existe uma disposição legal que diz que os pais não são obrigados a sustentar um filho de 30, 40 anos que não quer nada com trabalho nem com estudos.

Qualquer que seja o caso, o mais certo é consultar um advogado especializado no assunto.  

Geração canguru

O termo “geração canguru” foi criado na França, no fim dos anos 1990, para designar os jovens de 25 a 34 anos que optam por não largar o conforto e a segurança financeira da casa dos pais, mesmo após conseguir um emprego ou, em muitos casos, um casamento.

E nesse assunto, o Brasil tem ganhado destaque no cenário mundial. De acordo com o IBGE, há 10 anos, o percentual de jovens nessa faixa etária que ainda moravam com os pais era de 20%. Hoje esse percentual saltou para 25%.

Especialistas esperam que esse percentual continue a subir nos próximos anos, impulsionado pela pandemia de Covid-19.


Já imaginou receber conteúdos sobre saúde, trabalho, finanças e muito mais diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no nosso grupo do WhatsApp.


Leia também:

Pedir dinheiro aos filhos não diminui o valor dos pais, afirmam especialistas

Conquistar sua independência financeira para não depender dos filhos na aposentadoria

Assegurar a autonomia dos pais pode ser desafio para filhos

Poupar para os filhos é uma boa forma de garantir a longevidade financeira da sua família

Morar com os filhos: será que seus pais ainda podem viver sozinhos?

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: