Dizer “não” pode ser uma tarefa mais difícil do que podemos imaginar. Principalmente quando envolve um pedido de dinheiro emprestado. Seja de amigos ou familiares, existe o medo do julgamento e o receio de perder a amizade ou o vínculo. Contudo, nem sempre temos a obrigação de ajudar financeiramente outras pessoas.

Cada um conta com suas dificuldades e, em muitos momentos, a ajuda é necessária. Porém, pedidos de dinheiro emprestado podem resultar em problemas financeiros para a própria pessoa que empresta. Como, por exemplo, ficar com o “nome sujo” em caso de empréstimo para terceiros.

Mas como dizer “não” quando alguém pede dinheiro emprestado? Segundo Filipe Colombini, psicólogo e diretor da Equipe AT, existem métodos, chamados de técnicas de efetividade interpessoal, que ajudam a ter uma comunicação assertiva, sem ser violenta ou agressiva. Mas ele reforça que tudo depende de cada relação e de cada momento em que as pessoas estão.

O que é importante dizer no momento de negar um pedido de dinheiro emprestado

Um ponto levantado pelo especialista é que toda a resposta deve ser feita com clareza na comunicação. Ou seja, saber se expressar é importante, mesmo que a resposta seja negativa. Como exemplo, ele descreve a seguinte situação de uma possível resposta para um pedido de dinheiro emprestado:

“Eu entendo essa situação em que você está vivendo, pois estamos em um momento bem ruim no país. Fico muito grato por você ter me acessado e isso tem a ver com a nossa relação de confiança. Mas, infelizmente, eu fico muito chateado e frustrado, pois não consigo te ajudar agora. Isso por conta das minhas condições pessoais e questões familiares. Espero que você entenda.”

Filipe diz que a situação citada envolve pontos importantes da comunicação:

  • Expressão de sentimento;

  • Assertividade;

  • Validação da situação;

  • Palavras que amenizam;

  • Contextualização;

  • Respeito na relação;

  • E empatia.

“Você deve descrever a situação em que está vivendo, de maneira mais clara para a pessoa”, comenta o especialista.

Silvio Sallowicz, empresário, fundador e sócio da Duo & Ecco, referência na área de eventos corporativos, também acredita que a clareza é essencial no momento de dizer não. Segundo Silvio:

“Quanto mais claro e quanto mais objetivo você se mostra, maior a possibilidade de as pessoas compreenderem.”

Além disso, ele ainda reforça que a idade foi essencial para que compreendesse que alguns “nãos” são necessários. Hoje, aos 55 anos, Silvio diz que amadurecer o deixou mais seguro de si. E que, em seu caso, o fez se tornar uma pessoa mais analítica em diversas situações.

Por que algumas pessoas não conseguem dizer não?

Segundo o psicólogo Filipe, existe uma visão, dentro da cultura ocidental e latina, em que a pessoa que diz não, causando frustração ou gerarando incômodo, é taxada como socialmente agressiva. Sendo vista como alguém sem respeito ou muito direta caso não faça algo que não deseja.

“Existe muito uma cultura latina em que você precisa ‘florear’, precisa colocar algumas palavras, para que fale o ‘não’. As pessoas não conseguem dizer não por questões culturais”.

Para o especialista, essa relação que busca evitar danos é muito prejudicial, pois falar o que você não gosta, o que não quer e o que não é valor seu, muitas vezes é visto como negativo. “Frustrações fazem parte de qualquer relação e também de aprendizados”, completa.

Além disso, dizer “não”, para algumas pessoas, pode ser interpretado como grosseria, maldade ou mesmo falta de afeto. Muitas das vezes as condições familiares ou sociais fazem com que as pessoas que negam um pedido sofram algum tipo de retaliação ou punição.

Com isso, aqueles que não conseguem negar pedidos, ou seja, que não desenvolveram essa habilidade de comunicação, podem ser exploradas, pressionadas e acabar fazendo coisas que não gostariam. Isso porque não conseguiram, ao longo dos anos, expressar seus desejos.
Close de mãos. Uma pessoa entregando uma nota de 100 reais para outra. Imagem para ilustrar a matéria sobre Dinheiro emprestado.

Crédito: rafastockbr/shutterstock

Consequências de sempre dizer sim quando pedem dinheiro emprestado

Como falado no início, emprestar dinheiro, cartão ou CPF para terceiros pode resultar em dívidas. Isso é uma consequência relacionada diretamente à questão financeira. Mas também existe o problema de confiança na relação das pessoas envolvidas com o pedido de dinheiro.

Silvio conta que, em alguns casos, pessoas que não possuem organização financeira para lidar com dívidas acabam terceirizando esses problemas. Pedem dinheiro para um amigo e, ainda sem planejamento, não conseguem pagar ou resolver a questão.

Na tentativa de solucionar o vínculo de confiança rompido, pedem dinheiro para outros. O dinheiro emprestado por amigo é pago com dinheiro emprestado por um familiar, que é pago com dinheiro emprestado por algum colega. Todo o problema se transforma em uma grande bola de neve.

“Quando você empresta dinheiro, você apenas está pagando as contas de alguém. Mas não está resolve o problema. As vezes até você ajudando com dinheiro acaba atrapalhando.”

Além disso, o empresário diz que, seja qual for a relação, a cobrança pelo dinheiro emprestado sempre pode levar a algum desgaste de relacionamento. Ele conta que já perdoou alguns empréstimos não pagos. Contudo, prefere ajudar ensinando a poupar.

“Se alguém vem me pedir dinheiro e eu vejo que não é uma situação grave, eu prefiro dizer que posso ajudar a sair da situação. Explicando como arrumar um trabalho extra, como economizar. É uma forma de mostrar que eu, infelizmente, não posso ajudar financeiramente, mas posso ajudar, com as orientações adequadas, a sair da situação, caso a pessoa queira.”

As relações entre familiares e amigos também se tornam um risco quando empréstimos e pedidos de dinheiro não pago acontecem. Isso sem falar nas próprias dívidas e problemas financeiros que esse tipo de relacionamento pode causar.

Por isso, o planejamento financeiro é o caminho mais adequado para solucionar esse tipo de problema. Baixe a planilha de planejamento exclusiva do Instituto de Longevidade e veja o melhor caminho para organizar as suas finanças.

Planilha de Planejamento Financeiro

Preocupado com as contas ao final do mês? Baixe a planilha GRATUITA de planejamento financeiro e fuja do vermelho!

Livro

Leia também:

Especialistas explicam como evitar dívidas e lidar melhor com as que já existem

Levantamento mostra que 70% dos endividados no Brasil são mulheres

Seu nome está sujo? Como saber de forma rápida e online

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: