O Auxílio Emergencial foi criado o propósito de reduzir os impactos da pandemia na economia no país. O projeto será descontinuado em outubro deste ano, contudo, existem outros benefícios sociais para aqueles que mais necessitarem.  

O que são benefícios sociais? 

Os programas sociais do governo, ou seja, os benefícios sociais, são uma série de iniciativas que visam dar suporte financeiro para aqueles que possuem renda comprometida. Cada programa é independente e tem seu próprio objetivo. Ou seja, de acordo com o pré-requisito de cada projeto, famílias diferentes, em condições sociais distintas, poderão ser beneficiadas. 

Para garantir a participação nos programas sociais do governo, é importe estar inscrito no Cadastro Único (Cadúnico) e sempre manter os dados atualizados. Os pré-requisitos do Cadúnico são: 

  • Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$522,50); 
  • Ter renda mensal total de até 3 salários mínimos (R$3.135); 

Mensalmente, responsáveis pelo setor de projetos sociais de cada município visitam as famílias de baixa renda. Os interessados também podem visitar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e solicitar inscrição para receber os benefícios sociais. 

Um calculadora sobre uma nota de dez e cinco reais. Ao lado, uma caneta e um caderno. Imagem ilustrativa do conteúdo sobre benefícios sociais além do Auxílio Emergencial.

Crédito: Brenda Rocha - Blossom/shutterstock

Quais o benefícios sociais disponíveis? 

Bolsa Família 

Dedicado a dar suporte às famílias em extrema pobreza, o projeto será substituído pelo Auxílio Brasil. O anúncio da substituição foi feito em agosto e o programa está previsto para ser iniciado em novembro deste ano. 

Carteira do Idoso 

O programa permite que pessoas com mais de 60 anos façam viagens de ônibus interestaduais de graça ou pagando apenas metade do valor da passagem. Para garantir o benefício da  Carteira do Idoso, é preciso receber até dois salários mínimos e não possuir comprovação de renda. Confira também outros benefícios para pessoas 60+. 

Aposentadoria para pessoa de baixa renda 

Pessoas de baixa renda, que não possuam vínculo empregatício ou nenhuma forma de rendimento têm direito a uma aposentadoria, através da contribuição reduzida, no valor de 5% do salário mínimo vigente. Por exemplo, donas de casa que apenas exercem atividades no lar se enquadram neste benefício. Confira mais detalhes sobre a aposentadoria para pessoas de baixa renda. 

Bolsa Verde 

Voltado para famílias de baixa renda e extrema pobreza que realizam atividades de conservação ambiental, o Bolsa Verde busca melhorar a qualidade de vida destas famílias e estimular a participação em ações ambientais. 


Já imaginou receber conteúdos sobre saúde, trabalho, finanças e muito mais diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no nosso grupo do WhatsApp.


Leia Também:

Especialistas respondem as principais dúvidas sobre banco digital

Projeto que prevê a isenção do Imposto de Renda para pessoas com deficiência é aprovado

Programa Auxílio Brasil: conheça os 9 benefícios

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: