Pessoas com deficiência inscritas no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e que estão inseridas no mercado de trabalho já podem solicitar o Auxílio Inclusão. O novo benefício está disponível desde o dia 1º de outubro e tem o valor de meio salário mínimo, que hoje é R$ 550,00.

A medida foi criada com o objetivo de apoiar as pessoas com deficiência e incentivar sua autonomia. De acordo com o Ministério da Cidadania, o Auxílio Inclusão serve como um estímulo para que essas pessoas consigam permanecer no mercado de trabalho.

Pessoa em cadeira de rodas ilustrando a notícia sobre Auxílio Inclusão.

Crédito: Kanghophoto/Shutterstock

"O Auxílio Inclusão é mais uma ferramenta que criamos para estimular o cidadão a se emancipar do programa social, pois ele terá a remuneração do seu trabalho e mais esse suporte. Esse é o mesmo espírito do Auxílio Brasil, que traz várias trilhas de emancipação", pontuou João Roma, ministro da Cidadania.

Quem for contemplado com o novo auxílio, deixará de receber o BPC. No entanto, caso essa mesma pessoa perca o trabalho ou fonte de renda, ela volta a ser inserida automaticamente no BPC, sem precisar passar pelas avaliações iniciais.

Quem tem direito ao Auxílio Inclusão

Para ter direito ao Auxílio Inclusão, você precisa ser cadastrado o BPC, ter sua inscrição atualizada no Cadastro Único (CadÚnico) e ter seu CPF regularizado. Além disso, sua remuneração não pode passar de dois salários mínimos (R$ 2.200,00).

Para solicitar o benefício, basta entrar em contato pelos canais de atendimento do INSS, órgão responsável pela análise dos pedidos. A ligação pode ser feita de forma gratuita pelo número 135, de segunda à sábado, das 7 às 22 horas. 

Outra fora de contato é pelo próprio site do INSS ou pelo aplicativo Meu INSS, disponível para computador e celular (sistemas Android e iOS). Além disso, existem 1.500 pontos de atendimento físicos do INSS espalhados pelo país.


Saúde, trabalho, finanças e muito mais! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp e receba conteúdos na palma da sua mão.


Leia também:

Pensão por morte do INSS será concedida na hora através de aplicativo

Aposentadoria para autônomo: entre INSS e Previdência Privada, descubra qual é a melhor opção

Auxílio-acompanhante fica restrito a aposentados por invalidez, decide STF

Revisão da vida toda: saiba como funciona o processo que pode aumentar sua aposentadoria

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: