Está tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF) o processo 1.102, que demanda a revisão da vida toda do INSS. Caso seja aprovado, as mudanças podem favorecer aposentados de todo o Brasil, já que oferece a inclusão de todos os salários na aposentadoria. Até mesmo as revisões realizadas antes de 1994 podem ser aprovadas.

Sendo assim, aueles que possuem processos em tramitação podem receber cerca de R$ 100 mil em benefícios.

Caso o processo seja aprovado, quem terá direito à revisão?

Todos os processos de revisão da vida toda do INSS que estão abertos serão englobados na decisão do Supremo.

Com isso, os segurados que fizeram as maiores contribuições antes de 1994 e estão com processo em tramitação, com pedido de inclusão das contribuições feitas, poderão receber mais de R$ 100 mil em benefícios anteriores.

No modelo atual, a aposentadoria é calculada de acordo com o divisor mínimo aprovado na Reforma da Previdência. O cálculo considera a soma de todos os salários de contribuição desde julho de 1994. O resultado então é divido por 108. O cálculo final será o valor base. Ele então poderá ser aplicado a eventuais redutores ou não.

Mãos contando notas de R$ 50. Imagem para ilustrar a matéria sobre revisão da vida toda do INSS.

Crédito: Vergani Fotografia/shutterstock

O que é a revisão da vida toda do INSS?

A revisão da vida toda do INSS é uma ação judicial com o objetivo de reparar uma ilegalidade na Previdência Social. Isso porque muitos trabalhadores foram afetados por exclusões de salários antes de 1994.

Na ação, o aposentado pode levar sua documentação para que um especialista calcule a existência do direito ao reparo na aposentadoria. Para então solicitar a análise junto ao INSS.

Confira o passo a passo para solicitar a revisão da vida toda do INSS e saiba a melhor forma de conseguir aumentar o seu benefício.


O Instituto de Longevidade conta com diversos benefícios para seus sócios, como cursos de requalificação e descontos em medicamentos.


Leia também:

Entenda como é possível aumentar o valor da aposentadoria do MEI

Prova de vida do INSS em 2023 será feita por cruzamento de dados

Regra 50-30-20: saiba como administrar suas finanças pessoais e não perder dinheiro

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: