Durante o ano passado, muitos beneficiários do INSS estavam tendo seus benefícios cancelados. E volta e meia isso acontece em razão de vários fatores que poderiam ser evitados.  Há pouco tempo, a maior razão para o cancelamento dos benefícios era a não realização da prova de vida. Agora passou a ser realizada automaticamente pelo governo se a pessoa realizar qualquer atividade que possa constar no cadastro governamental. Dessa forma, apenas se o beneficiário não se enquadrar, poderá ter ser benefício cancelado. 

Outro procedimento que se destaca como um dos principais motivos que levam ao cancelamento de pagamentos do INSS é o programa de revisão para identificação de irregularidades ou fraudes em benefícios. Aos poucos, este vem se tornando o principal motivo de queixas relacionadas aos benefícios cancelados. É preciso estar atento pois as regras mudam. 

Há muitas tantas formas de se ter o benefício cancelado pelo INSS. Veja abaixo quais são e o que fazer para evitar esse transtorno.

5 razões para você ter seus benefícios cancelados pelo INSS


Prova de Vida

A prova de vida mudou e as novas regras definem que a sua realização será feita com base nos dados dos órgãos parceiros. Ou seja, com uso de tecnologia, assim como já é feito através da comprovação digital. Desta forma, se o beneficiário realizar atividades como: tomar vacina, ir a uma consulta no SUS, transferir um carro, renovar a carteira de motorista ou outras, já estará livre da realização da prova. Mas caso não faça nada disso, terá que realizá-la. Neste caso, o INSS deverá oferecer ao beneficiário meios para que a prova de vida seja realizada sem a necessidade de deslocamento da própria residência. 

Operação Pente-Fino

O INSS vem realizando desde 2020 um pente-fino nos benefícios por incapacidade. Todos os beneficiários que se encaixam nesse perfil precisam agendar a perícia para reavaliação das condições de saúde e comparecer na data marcada, sob pena de ter seu pagamento cancelado. O procedimento também tem sido responsável por diversos cancelamentos de pessoas que não comparecem para realizar a perícia médica. O comunicado de revisão cadastral é feito por carta e lembre sempre de checar a veracidade da mesma. 

Não movimentar a conta

Após 60 dias sem qualquer saque ou movimentação do dinheiro depositado na conta do beneficiário, o INSS pode entender que se trata de um caso de falecimento e os pagamentos podem ser suspensos. O órgão indica que os titulares sempre façam algum tipo de movimentação na conta para evitar o problema.

É importante não faltar à perícia do INSS, para não ter os benefícios cancelados

É importante não faltar à perícia do INSS, para não ter os benefícios cancelados. Crédito: Joa Souza / Shutterstock. 

Faltar na data agendada para a perícia

Caso você tenha sido convocado a comparecer no INSS para realização de perícia, agende o seu atendimento em uma data que dificilmente surja outro compromisso. É importante não faltar à perícia do INSS, caso contrário você poderá ter seu benefício suspenso.

A convocação pode ser para prorrogar o recebimento de um benefício por incapacidade temporária, também conhecido como auxílio-doença, ou como parte do programa de revisão de benefícios, popularmente chamado de pente-fino.

Não esqueça de levar seus documentos pessoais originais com foto (RG, CNH ou CTPS) e os documentos médicos originais (exames, laudos e receitas).

Não aceitar participar da reabilitação

Em alguns casos, a perícia pode avaliar que há condições para que uma pessoa que está recebendo benefício por incapacidade, temporária ou permanente, volte a trabalhar. Para isso, o INSS oferece uma reabilitação profissional com o objetivo de capacitar o segurado para um trabalho que ele possa executar, apesar da doença ou sequela do acidente que resultou no afastamento da sua antiga atividade.

Caso o beneficiário que receber esse tipo de convocação discorde, deverá apresentar laudos médicos que comprovem a necessidade de afastamento das atividades profissionais. No entanto, não comparecer ao agendamento pode levar ao cancelamento do benefício.



Leia também:


A prova de vida do INSS mudou! Fique atento aos golpes 

Quanto economizar para a aposentadoria? Saiba tudo aqui!

Como economizar dinheiro seguindo 11 passos

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: