O que fazer no dia seguinte? Ligar para saber como ele ou ela está ou dar um tempo para que a outra pessoa não se sinta muito pressionada? Não ligar ou não mandar mensagem pode passar uma impressão de descaso, de que você não está com tanto interesse, mas fazer contato também pode parecer desespero, e aí tudo desanda. Quanta ansiedade!

A situação descrita acima bem que poderia ser o dia seguinte a um encontro amoroso, mas na verdade estamos falando do dia seguinte a uma entrevista de emprego, quando você fica aflito aguardando uma resposta, imaginando se foi bem ou mal na entrevista, se causou boa impressão e se conseguiu vender suas qualidades de forma adequada. Exatamente como aconteceria em um encontro amoroso, guardadas as devidas proporções, as perguntas são as mesmas: o que fazer no dia seguinte? No caso de um processo seletivo, a pergunta ideal seria: o que fazer após uma entrevista de emprego?

Para a analista de RH Monica Meira, a comparação é a mesma. “Em ambas as ocasiões, estamos nos referindo a um objeto de desejo, àquilo que se deseja alcançar, seja um novo amor, ou um novo emprego”, compara a especialista.

“Uma coisa simples que se pode fazer, mas que é muito bem-vista, é enviar um e-mail após a entrevista, agradecendo a disponibilidade do recrutador e reforçando o seu interesse por aquela vaga”, pontua Monica, acrescentando que isso não é o suficiente. “Há outros passos que, quando dados, podem somar pontos para a sua candidatura”.

E se você é uma pessoa que sofre de ansiedade e acabou de passar por uma entrevista de emprego, vale a pena dar uma olhada nas dicas que preparamos sobre como se comportar no dia seguinte sem colocar tudo a perder.

5 dicas sobre o que fazer após uma entrevista de emprego

1. Tente manter contato com o recrutador

Ao final da entrevista, pergunte ao seu recrutador quais as próximas etapas do processo seletivo e qual a previsão de uma resposta final. É importante demonstrar interesse, mas cuidado para não transmitir ansiedade ou mesmo desespero.

Perguntar ao recrutador se você poderá manter contato de alguma forma é uma das dicas sobre o que fazer após uma entrevista de emprego. Foto: wavebreakmedia / Shutterstock.

Perguntar ao recrutador se você poderá manter contato de alguma forma é uma das dicas sobre o que fazer após uma entrevista de emprego. Foto: wavebreakmedia / Shutterstock.

Pergunte também se você poderia manter contato com o recrutador de alguma forma, por e-mail, telefone ou WhatsApp. Caso a resposta seja negativa, nem tente enviar qualquer coisa para o recrutador. Nesse caso, caberá a você aguardar com muita paciência.

Mas havendo brecha, vale a pena fazer algum tipo de contato. Lembrando que tudo vai depender do prazo para resposta que o recrutador informar. Se ele pedir uma semana, não vai ser legal fazer contato antes disso, a não ser que seja por um motivo muito específico, conforme veremos abaixo.

2. Entre em contato com as suas referências

É importante disponibilizar no currículo alguns contatos que serão usados por novos recrutadores para pedir referências sobre você. Por isso, a primeira coisa a se fazer após uma entrevista de emprego é ligar para todos esses contatos. Fale sobre o processo seletivo que você está participando e informe-os que você forneceu seus contatos para a tomada de referências. Havendo intimidade, vale a pena pedir aquela “forcinha”. 😉

3. Compartilhe mais sobre você

Havendo a possibilidade de manter contato com o recrutador após a entrevista de emprego, pode ser interessante compartilhar algumas ideias sobre os temas abordados durante o processo seletivo ou alguns dos seus trabalhos já realizados. 

Mesmo que durante a entrevista você tenha mostrado um portfólio, veja se há algo mais que possa ser enviado para reforçar sua imagem. Pense também em mais soluções para os temas propostos durante a entrevista. Mostrar-se proativo é um grande passo para chegar aonde se deseja.

4. Faça uma autoavaliação

Os dias após a entrevista de emprego são ideais para reavaliar sua participação naquele processo seletivo e nos próximos. Relembre tudo o que foi perguntado e como você respondeu. Deixou de falar algo importante? Falou o que não devia? Ficou nervoso ou manteve a calma? Busque entender os gatilhos para cada sentimento e entender a dinâmica do processo seletivo, a sequência e o teor das perguntas. Todo esse balanço pode ajudar você nas próximas etapas do processo atual ou em processos futuros.

5. Muito cuidado com a exposição nas redes sociais

Se não fizeram isso antes de chamar você para a entrevista de emprego, é provável que façam depois, caso você tenha ido bem na dinâmica. Estamos falando daquela famosa vasculhada que os recrutadores costumam dar nas redes sociais dos candidatos para entender como eles se comportam socialmente. Por esse motivo, e também por muitos outros, é importante evitar a exposição excessiva em redes sociais.

Seria interessante dar uma olhada na sua timeline para se certificar de que não haja postagens que possam prejudicar a sua imagem perante da empresa na qual você pretende trabalhar. Também vale dar uma olhada nos perfis sociais da empresa para aprender mais sobre ela (na verdade, isso deve ser feito antes da entrevista).

Tomando todos esses cuidados, o próximo passo é torcer pelo sucesso e esperar o melhor sempre. Boa sorte!


Só quem participa do grupo de Whatsapp do Instituto de Longevidade recebe os melhores conteúdos informativos. Clique aqui e faça parte!


Leia também:

Além do currículo: como se preparar para uma entrevista de emprego

Impactados pela pandemia, 68% dos trabalhadores treinariam para mudar de carreira, diz pesquisa

Vencedor do prêmio Nobel ensina como aprender qualquer coisa em 4 passos

Pandemia faz com que 20% das mulheres pensem em abandonar o mercado de trabalho no Brasil

Como dar um up no seu plano de carreira durante a pandemia de Covid-19

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: