O filme Um Senhor Estagiário é uma produção de Hollywood categorizada como comédia, mas que traz muitas reflexões relevantes sobre carreira, em especial trabalho para idosos. A trama aborda, com leveza, temas importantes como a mulher no mercado de trabalho e etarismo, que é o preconceito com base da idade.

A produção foi lançada em 2015 e é estrelada por Robert De Niro. O ator vive Ben, um executivo que trabalhou a vida toda com listas telefônicas. Aos 70 anos, está aposentado e viúvo. Mesmo viajando e aprendendo novos idiomas, ele se vê desmotivado com a vida por não ter uma rotina de trabalho.

É aí que entra a empresa fundada por Jules, jovem empresária de sucesso vivida por Anne Hathaway. A startup de venda on-line abre um programa de estágio voltado para idosos e Ben decide se aplicar.

Ele é contratado e passa a acompanhar Jules em suas atividades. O filme mostra como, no começo da empreitada, Ben chega a sofrer preconceito por sua idade, como se a diferença entre gerações tornasse impossível o trabalho entre eles. Porém, ao longo do tempo eles criam uma relação de confiança e aprendizado mútuos.


Veja a seguir 3 lições do filme Um Senhor Estagiário sobre carreira na maturidade

  • O aprendizado é mútuo

Um dos principais aprendizados do filme é que cada geração tem muito a aprender com a outra. No começou do programa de estágio, Jules ainda se mostra reticente com a presença de Ben, mas logo percebe que a experiência dele poderia trazer a ela conselhos muito úteis.

Mas não é apenas Jules que se beneficia nessa relação. Ben também se surpreende com a determinação da jovem empresária e aprende novas habilidade com ela, inclusive como usar as redes sociais.


  • Estar aberto a novas oportunidades

Ben era um executivo de sucesso e já tinha percorrido um longo caminho em sua carreira. Mesmo assim, se abriu para a oportunidade de ingressar como estagiário em uma nova empresa, em uma área de atuação nova e totalmente diferente da qual ele estava acostumado a atuar.

O aposentado poderia negar a oferta por se sentir mais qualificado que o trabalho. Também poderia ter recusado se rebaixar ao nível de estagiário. Mas, ao contrário disso, ele topou a oportunidade como uma forma de vivenciar novas experiências e, em nenhum momento, se colocou como uma pessoa que já sabia de tudo e indisposta a aprender. Como resultado, conseguiu se divertir, conheceu novas pessoas e preencheu seu tempo com um trabalho agradável.


  • Saber lidar com as diferenças e acolhê-las

No seu primeiro dia de trabalho, já fica claro para Ben as diferenças entre ele e seus colegas de trabalho. Muito mais jovens, na casa dos 20 anos, seus companheiros de equipe têm uma vida bastante diferente, o que se mostra nost equipamentos que utilizam, nas mídias que usam para se informar e até nas roupas que vestem.

Ao invés de mudar para se encaixar naquele ambiente, Ben se mantém fiel ao seu estilo e costumes, o que é reconhecido pelos colegas. Da mesma forma, ele não rejeita os costumes das gerações mais jovens. Logo, eles também passam a pedir conselhos de moda para o novo estagiário e as diferenças, que poderiam afastá-los, acabam por estreitar os laços entre eles.


Quer se manter atualizado? Aproveite os cursos de qualificação disponíveis no nosso portal. São mais de 300 opções gratuitas!


Veja também:

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: