O pagamento do Auxílio Brasil, no mês de junho, começa a ser pago no dia 18. O benefício será depositado de acordo com o Número de Inscrição Social (NIS). A nova rodada de pagamento termina no dia 29 e será para quem tem o final do NIS 0. Com a mudança mais recente, o valor do pagamento passa a ser de R$ 600, a partir de agosto.

O valor médio será de R$ 408,80 e a folha de pagamento do mês supera R$ 7,3 bilhões. Cerca de 18,1 milhões de famílias são contempladas com o pagamento do Auxílio Brasil, conforme informações do Ministério da Cidadania.

O calendário de pagamento do Auxílio Brasil de junho segue a ordem:

  • NIS final 1: 18/7
  • NIS final 2: 19/7
  • NIS final 3: 20/7
  • NIS final 4: 21/7
  • NIS final 5: 22/7
  • NIS final 6: 25/7
  • NIS final 7: 26/7
  • NIS final 8: 27/7
  • NIS final 9: 28/7
  • NIS final 0: 29/7

É importante observar o número do NIS e estar ciente do período de pagamento. Confira o calendário completo para acompanhar todas as datas. Além disso, o benefício é acompanhado por renda complementar de acordo com o perfil da família. 

Como complemento, há o Bolsa Esporte Escolar, a Bolsa de Iniciação Científica e a Inclusão Produtiva Rural.

Quem tem direito ao pagamento do Auxílio Brasil

Famílias em situação de extrema pobreza têm direito a receber o pagamento do benefício. Famílias com baixa renda comprovada também podem receber o pagamento do Auxílio Brasil, desde que tenham, entre seus membros, gestantes ou pessoas com menos de 21 anos.

De acordo com a classificação do projeto, famílias em extrema probreza são aquelas que possuem renda familiar mensal per capita de até R$ 105. Já em situação de pobreza (baixa renda) são as que possuem renda per capacta entre R$ 105,01 e R$ 210.

Para participar do projeto, é preciso:

  • Ter sido inscrito no Bolsa Família anteriormente. Para quem recebia o benefício, o pagamento do Auxílio Brasil é feito automaticamente;
  • Estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico).

As famílias que estão cadastradas no CadÚnico e ainda não recebem o benefício estão, automaticamente, na fila de espera. No aplicativo Caixa TEM, é possível verificar informações de valores e datas de pagamento.

Segundo a Secretaria Nacional de Renda de Cidadania, o Nordeste é a região com maior número de famílias beneficiadas. São quase 8,6 milhões de famílias. Em seguida, temos o Sudeste com 5,2 milhões, o Norte com2,1 milhões, o Sul com 1,2 milhão e Centro-Oeste com 941 mil.

Aumento do valor do Auxílio Brasil

Entre os benefícios sociais aprovados pelo PEC Kamikaze, está o aumento do valor de pagamento do Auxílio Brasil.

De acordo com a proposta da Proposta de Emenda Constitucional (PEC), já aprovada pela Câmara dos Deputados, o pagamento do Auxílio Brasil passa de R$ 400 para R$ 600 mensais. Um aumento de R$ 200.

O valor de R$ 600 será pago durante cinco meses, ou seja, por cinco parcelas. E, de acordo com o calendário, ele será pago até o fim de dezembro.

Um celular sobre um cartão da Caixa Econômica Federal e ao lado de moedas. Na tela, o aplicativo do Auxílio Brasil, representando a matéria sobre o pagamento do Auxílio Brasil.

Crédito: Rafapress/shutterstock

Dúvidas sobe o pagamento do Auxílio Brasil

Em caso de dúvidas sobre o pagamento do Auxílio Brasil, o governo disponibiliza três canais de atendimento:

  1. pelo telefone 121, do Ministério da Cidadania;
  2. pelo número 111 da Caixa Econômica Federal;
  3. pelo aplicativo Auxílio Brasil, disponível para Android e IOS.   

Poupar é um passo importante para um planejamento de nossas contas e do dia a dia. Baixe a planilha abaixo e tenha um maior controle financeiro para conquistar a sua Longevidade Financeira.

Planilha de Planejamento Financeiro

Preocupado com as contas ao final do mês? Baixe a planilha GRATUITA de planejamento financeiro e fuja do vermelho!

Livro

Leia também

Valores esquecidos em bancos: veja como consultar site do BC

Golpe do WhatsApp usa Registrato do Banco Central para roubar dinheiro, alerta Kaspersky

INSS: tudo que você precisa saber já para a sua aposentadoria

Compartilhe com seus amigos

Receba os conteúdos do Instituto de Longevidade em seu e-mail. Inscreva-se: